Atendemos CONVÊNIOS POR REEMBOLSO para consultas, procedimentos e cirurgias, use seu plano de saúde, Fale Conosco!

Tratamentos para
Obesidade

Em nossa clínica médica de emagrecimento o medicamento é prescrito, quando necessário, apenas numa fase inicial, como naqueles casos onde já existem fatores adversos comprometendo a saúde de um modo geral, tais como, pressão alta, dores nas articulações, falta de ar, dificuldade para exercer atividades físicas, colesterol e triglicérides altos, diabetes, doenças do coração e diversos outros. Depois o paciente deve manter seu peso mais baixo com dieta apropriada, exercícios, hábitos de vida saudáveis.


MARQUE SUA CONSULTA, FAÇA SEU DIAGNÓSTICO E INICIE O SEU PROGRAMA DE EMAGRECIMENTO EM NOSSA CLÍNICA.

ACOMPANHAMENTO POR MÉDICO COM EXPERIÊNCIA COMPROVADA NA ÁREA E PROGRAMA ESPECIALIZADO CONFORME SUA NECESSIDADE.

Principais objetivos do tratamento

O objetivo do tratamento da obesidade é alcançar e manter um peso saudável. Isso melhora sua saúde geral e reduz o risco de desenvolver complicações relacionadas à obesidade.

O objetivo inicial do tratamento é geralmente uma perda de peso - 5% a 10% do seu peso total. Isso significa que, se você pesa 90 kg e tem obesidade segundo os padrões de IMC, precisará emagrecer apenas de 4,5 a 9 kg para que sua saúde comece a melhorar. No entanto, quanto mais peso você perder, maiores serão os benefícios.

É preciso buscar alternativas, já que os melhores medicamentos para emagrecimento são eficazes somente em 50% dos pacientes

Misturar remédios pode ser o caminho promissor para melhorar os tratamentos atuais contra a obesidade. A associação de remédios é o caminho natural para qualquer doença, e não será diferente em obesidade.

Com a combinação é possível ministrar doses menores de cada medicamento, reduzir os efeitos colaterais e garantir um resultado melhor, já que uma droga pode potencializar o efeito da outra.

Os resultados de um estudo realizado durante seis meses com 446 pacientes, mostraram que as pessoas submetidas ao tratamento com um de dois medicamentos perderam entre 6 e 8% do peso. Já aquelas que tomaram as duas drogas ao mesmo tempo reduziram o peso em 12,8%.

Além desse, a indústria farmacêutica estuda outras associações: como a combinação de bupropiona (antidepressivo) com naltrexona (usada em pacientes com alcoolismo) e da fentermina (anorexígeno) e topiramato (contra enxaqueca).

Todos os programas de emagrecimento exigem mudanças nos seus hábitos alimentares e aumento da atividade física. Os métodos de tratamento adequados para você dependem da gravidade da obesidade, da saúde geral e da vontade de participar do seu plano de emagrecimento.

Mudanças na dieta

Reduzir calorias e praticar hábitos alimentares mais saudáveis são vitais para superar a obesidade. Embora você possa emagrecer rapidamente no início, a perda constante de peso a longo prazo é considerada a maneira mais segura de emagrecimento e a melhor maneira de manter o peso permanentemente.

Evite mudanças drásticas e irreais na dieta, como dietas radicais, porque é improvável que elas ajudem a manter o excesso de peso por longo prazo.

Planeje participar de um programa abrangente de emagrecimento por pelo menos seis meses e na fase de manutenção de um programa por pelo menos um ano para aumentar suas chances de sucesso na perda de peso.

Não há melhor dieta para emagrecer. Escolha um que inclua alimentos saudáveis que você acha que funcionarão para você. As mudanças na dieta para tratar a obesidade incluem:

Cortando calorias

A chave para o emagrecimento é reduzir quantas calorias você ingerir. O primeiro passo é revisar seus hábitos típicos de comer e beber para ver quantas calorias você normalmente consome e onde pode reduzir. Você e seu médico podem decidir quantas calorias você precisa consumir diariamente para perder peso, mas uma quantidade típica é de 1.200 a 1.500 calorias para mulheres e 1.500 a 1.800 para homens.

Sentindo-se cheio com menos

Alguns alimentos - como sobremesas, doces, gorduras e alimentos processados - contêm uma grande quantidade de calorias para uma pequena porção. Por outro lado, frutas e legumes fornecem uma porção maior com menos calorias. Ao comer grandes porções de alimentos que têm menos calorias, você reduz a fome, consome menos calorias e se sente melhor com a sua refeição, o que contribui para a sua satisfação geral.

Fazendo escolhas mais saudáveis

Para tornar sua dieta geral mais saudável, coma mais alimentos à base de plantas, como frutas, legumes e carboidratos de grãos integrais. Também enfatize fontes magras de proteína - como feijão, lentilha e soja - e carnes magras. Se você gosta de peixe, tente incluir peixe duas vezes por semana. Limite de sal e açúcar adicionado. Coma pequenas quantidades de gorduras e certifique-se de que elas provêm de fontes saudáveis para o coração, como óleos de oliva, canola e nozes.

Desconfie de soluções rápidas

Você pode ser tentado por dietas da moda que prometem um emagrecimento rápido e fácil. A realidade, no entanto, é que não existem alimentos mágicos ou soluções rápidas. Dietas da moda podem ajudar a curto prazo, mas os resultados a longo prazo não parecem melhores do que outras dietas.

Da mesma forma, você pode emagrecer com uma dieta intensiva, mas é provável que a recupere quando interromper a dieta. Para perder peso - e mantê-lo - você precisa adotar hábitos alimentares saudáveis que possam ser mantidos ao longo do tempo.

Exercícios Físicos

Vários estudos mostraram que a atividade física pode ajudar a manter os níveis de insulina estáveis e que níveis instáveis de insulina podem levar ao ganho de peso.

Um estilo de vida incorporando atividade física regular foi identificado como um fator-chave para manter e melhorar muitos aspectos da saúde, incluindo a sensibilidade à insulina.

A atividade física não precisa estar treinando na academia. Trabalho físico, caminhar ou andar de bicicleta, subir escadas e tarefas domésticas contribuem.

No entanto, o tipo e a intensidade da atividade podem afetar o grau em que beneficia o corpo a curto e longo prazo.

Aumento das atividades físicas

O aumento da atividade física ou do exercício físico é uma parte essencial do tratamento da obesidade. A maioria das pessoas que conseguem manter sua perda de peso por mais de um ano faz exercício físico regular, mesmo que simplesmente caminhe.

Para aumentar seu nível de atividade:

Exercícios

Pessoas com obesidade precisam fazer pelo menos 150 minutos por semana de atividade física de intensidade moderada para evitar ganho adicional de peso ou para manter a perda de uma quantidade modesta de peso. Para alcançar um emagrecimento mais significativo, você pode precisar se exercitar 300 minutos ou mais por semana. Você provavelmente precisará aumentar gradualmente a quantidade de exercícios à medida que sua resistência e condicionamento físico melhorarem.

Continue caminhando

Embora o exercício aeróbico regular seja a maneira mais eficiente de queimar calorias e eliminar o excesso de peso, qualquer movimento extra ajuda a queimar calorias. Fazer alterações simples ao longo do dia pode trazer grandes benefícios.

Mudanças de comportamento

Um programa de modificação de comportamento pode ajudá-lo a fazer mudanças no estilo de vida, emagrecer e manter o peso. As etapas a serem tomadas incluem o exame de seus hábitos atuais para descobrir quais fatores, estresses ou situações podem ter contribuído para a sua obesidade.

Todo mundo é diferente e tem obstáculos diferentes para controlar o peso, como falta de tempo para se exercitar ou comer tarde da noite. Adapte suas mudanças de comportamento para atender às suas preocupações individuais.

O médico pode recomendar medicamentos para perda de peso se outros programas de dieta e exercício não funcionarem e atender a um dos critérios abaixo.

  • O seu índice de massa corporal (IMC) é 30 ou maior;
  • Seu IMC é maior que 27 e você também tem complicações médicas da obesidade, como diabetes, pressão alta ou apneia do sono;

Antes de selecionar um medicamento para você, seu médico considerará seu histórico de saúde, bem como possíveis efeitos colaterais. Alguns medicamentos para emagrecimento não podem ser usados por mulheres grávidas ou por pessoas que tomam certos medicamentos ou têm problemas de saúde crônicos.

Alguns medicamentos anti-obesidade estão autorizados no Brasil. Nosso médico fará a prescrição que for melhor para seu caso.

Prescrição de medicamentos para emagrecimento

O processo de emagrecimento requer uma dieta saudável e exercícios regulares. Mas, em certas situações, a prescrição de medicamentos para perda de peso pode ajudar.

Lembre-se, no entanto, de que o medicamento para emagrecer deve ser usado juntamente com mudanças na dieta, exercícios e comportamento, e não em vez deles. O principal objetivo dos medicamentos para perda de peso, também conhecidos como medicamentos anti-obesidade, é ajudá-lo a seguir uma dieta hipocalórica, interrompendo a fome e a falta de sinais de plenitude que aparecem ao tentar perder peso.

Você precisará de um acompanhamento médico rigoroso enquanto estiver tomando uma medicação prescrita para perda de peso. Além disso, lembre-se de que um medicamento para emagrecimento pode não funcionar para todos e os efeitos podem diminuir com o tempo. Ao parar de tomar um medicamento para emagrecer, você pode recuperar muito ou todo o peso que perdeu.

Onde Estamos?

ALAMEDA DOS MARACATINS,1435
7º ANDAR CJ.706, 04089-015
MOEMA. SÃO PAULO/SP

Telefones

(11) 3428-8606
(11) 94914-6410
  • Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • SEG. Á SEX. DAS 09:00h ÀS 17:00h
  • Todos os direitos reservados 2019 @ CEMAGRA.